Warning: Use of undefined constant REQUEST_URI - assumed 'REQUEST_URI' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /var/www/html/cronicasdocotidiano.org/web/wp-content/themes/pressroom/functions.php on line 73
O professor da alegria – Crônicas do Cotidiano

O professor da alegria

O professor da alegria

“Educar é mostrar a vida a quem ainda não a viu”

Rubem Alves. (In memoriam)

Estou iniciando uma caminhada todas as manhãs, agora que já se vai o período chuvoso. Permanecemos sob chuva fina e constante, neste sábado e um friozinho agradável na madrugada, neste mês de setembro. Mas, já vem chegando a primavera, então teremos a floração dos ipês nas cores rosa, amarela e lilás, pelos parques e por toda a cidade.

Apesar dos “transtornos de governança” e o menosprezo ao Bem Estar Social, esperamos poder apreciar a beleza e o aconchego da Cidade, em paz e liberdade. Então, de volta à aulas, encontramos crianças e adolescentes a caminho da Escola. Ás 06:00 hs, saindo do prédio onde moro, encontro vizinhos, mãe e filho, um garoto bem vestido, oito anos,  mochila nas costas.

-Olá. Bom dia

-Bom dia, ela responde.

– Vai pra escola, vai brincar? falei ao garoto.

– Não! Vou estudar… ( e um risinho divertido da mãe… )

Que vexame. A sorte é que logo nos separamos e seguimos em caminhos diferentes. Refleti: uma criança, bem comportada vai para a escola estudar. Senti-me ridícula diante de uma criança parecendo um adulto.

Não consigo ficar tranquila, enquanto paira no ar uma sensação de estranhamento, por não poder falar espontaneamente sem parecer ridícula.Conversar não é preciso, brincar é preciso. Um simples episódio, como este que acabei de relatar, me faz sentir vulnerável nesse  momento. Já faz algum tempo, sinto um certo desconforto diante das posturas e posicionamentos do Brasil em público.

Uma escola que não é atraente para as brincadeiras das crianças preocupa, pois crianças que não brincam em casa ou na escola, pulam urna etapa importante em suas vidas. Como crianças que não poderão se tornar adultos equilibrados e serenos?

Na volta para casa, em meio a reflexões, busquei referências de leituras em arquivos que mantenho para consultas,  nos momentos de incerteza. Mas, nem sempre  tenho encontrado respostas. Não há explicação e tampouco se justifica, no Brasil, o menosprezo à educação, ao ensino fundamental, a educadores e professores. Reli obras de Rubem Alves (1933-2014), pedagogo, poeta e filósofo brasileiro, pela amplitude de sua obra em Educação e Ensino Fundamental. Sempre leio Rubem Alves, por sua postura um tanto ousada, mas absolutamente apropriada,   com vasta experiência e sabedoria, tendo sido professor de criancinhas, na sua juventude. Rubem Alves nasceu em Boa Esperança, Minas Gerais. É autor de diversos livros, em filosofia, teologia, psicologia e histórias infantis.

Nos anos 80 tornou-se psicanalista, através da Sociedade Paulista de Psicanálise. Passou a escrever para os grandes jornais, sobre comportamento e psicologia. Entre seus livros estão: O Que é Religião, A Volta do Pássaro Encantado, Variações Sobre a Vida e a Morte, Filosofia da Ciência e muitos outros. Transcrevo, a seguir, um pouco do pensamento desse autor, por toda a sua trajetória, pessoal e profissional.

 “… as escolas existem não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As respostas nos permitem andar sobre a terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido.”. Rubem Alves

“São as crianças, que sem falar, nos ensinam as razões para viver.

Elas não tem saberes a transmitir. No entanto elas sabem o essencial da vida.” Rubem Alves

 “Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais…” Rubem Alves

 Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses.” Rubem Alves

REFERÊNCIAS

 ALVES. Rubem A ESCOLA COM EU SEMPRE SONHEI SEM IMAGINAR QUE PUDESSE EXISTIR. São Paulo. Papirus. 2012.13a.Ed.

———– OSTRA FELIZ NÃO FAZ  PÉROLA.13ª Ed. São Paulo Planeta 2013.

———– A EDUCAÇÃO DOS SENTIDOS.Conversas sobre a Aprendizagem e a Vida. São Paulo. Planeta do Brasil. 2018

———– A Escola que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir. Campinas. Papirus Ed. 2012

Postagens aleatórias

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar resposta