Museu Nacional. Tempo de (re)construir. (M t-II)

Museu Nacional. Tempo de (re)construir. (M t-II)

Após dois meses da tragédia ocorrida no Museu Nacional do Rio de Janeiro quando, na noite de 02 de setembro de 2018, um incêndio de grandes proporções destruiu o prédio e o acervo, causando inestimável perda, com grande repercussão para a comunidade artística e científica brasileira, bem como para a comunidade internacional.

Vale ressaltar o trauma social a que fomos nós brasileiros submetidos diante de um acontecimento justificadamente inaceitável, pelo descaso à   Nação Brasileira, menosprezo pela sua cultura, sua memória, seus monumentos, perdidos neste infeliz episódio de nossa história. Fomos subtraídos em nossa honra, em nossa verdade. Fomos insultados por brasileiros “sem cultura”, “governantes incapazes e insensíveis” que desconhecem o significado de Governança com Humanismo. Então somos desrespeitados cotidianamente, no que temos de mais caro, o Direito à Cidadania. Para nós, a destruição do Museu Nacional do Rio de Janeiro passa a simbolizar o que agora nos impõe, a todos nós, sofrermos ainda mais, a cruel realidade do que é (des)tratamento para com a população e  a precarização da Sociedade Brasileira, por uma falsa elite política e administrativa que nos insulta a cada dia. Até quando vamos suportar a desfaçatez, falta de cuidado, a falta de zelo,  o desamor pela população brasileira, há muito abandonada.

Nesta oportunidade, “Crônicas do Cotidiano” se compactua com a Comunidade científica (estudantes e pesquisadores) e com os cidadãos de bem que não estão medindo esforços para recuperar o que felizmente não se perdeu e o que pode ser (re)criado com o inegável talento dos profissionais envolvidos nesse esforço coletivo, pelo soerguimento do Museu Nacional do Rio de Janeiro e pela soberania da Nação Brasileira.

 

 

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Keiliane
    23 de novembro de 2018, 02:42

    Como Cidadão brasileira e como estudante de historia concordo totalmente com você. Os brasileiros precisam acordar e cobrar dos seus governantes, eles são responsáveis por manter o que é "nosso".

    RESPONDER