Crônicas do Cotidiano… Um breve diálogo

Crônicas do Cotidiano… Um breve diálogo

 

A quanto tempo …

 

Em meio a textos e imagens, tentando uma escrita descontraída, uma narrativa espontânea, leve e solta, como a liberdade. Ensaiando introduzir cada escrita, que fosse única, original… para cada texto uma história.

Eram os editoriais que desejávamos para imprimir a nossa cara, o nosso jeito de fazer e ser. Nós que fazemos o Crônicas, desejávamos uma informação, uma narrativa para expressar, traduzir o que queremos dizer… Portanto, um texto. um resumo, ou apenas uma trova a respeito da postagem do dia, um chamado, um olá…

Comunicação é sempre um desafio. Então, em meio a escolha de tema, o teor, a forma, o tratamento imagético e as ilustrações convidativas, levam à leitura. Tudo que desejávamos: a escrita que move a emoção da leitura, a escrita que desperta…

Desde que criamos o Crônicas, há dois anos atrás, essa ideia nos perseguia. Enfim, hoje, após um período de dúvidas sobre o que nos falta, para criar a forma e o teor da escrita em sintonia com a imagem espelhada. Enfim uma descoberta e uma revelação, em termos de espontaneidade, um portal variado que informa, (re)lembra, ressalta, não deixa largado ao esquecimento.

A partir de agora introduziremos novos temas e matérias diversas. A abertura para assim expressar o nosso convite à leitura. Portanto, às páginas, uma surpresa captadas pelo olhar ao redor, ao revés, diretamente, objetivamente e até mesmo dialético, se permitem opiniões.

Até esse momento, nos detivemos em várias vertentes, mas sobretudo em dois pilares: os textos sobre o ambiente e a sociedade urbana, podendo ser crítico, poético, dramático ou cômico. Nos detivemos em textos de cunho filosófico e sociológicos.

Nos demais textos, por um certo período, estaremos focando leituras diversas, uma libertação e o prazer de preservar a possibilidade de retratar o que nos revela o olhar.

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar resposta