As últimas testemunhas… crianças na segunda guerra mundial

As últimas testemunhas…  crianças na segunda guerra mundial

A 22 de junho de 1941, a Alemanha nazi invade a União Soviética, quebrando o pacto de não-agressão celebrado entre as duas nações e dando início ao que ficaria conhecido do lado russo como a Grande Guerra Patriótica. No final do conflito, em 1945, tinham morrido cerca de três milhões de crianças e, só na Bielorrússia, vinte e sete mil viviam em orfanatos. Os relatos destes órfãos foram recolhidos, passados mais de quarenta anos, por Svetlana Aleksiévitch. O resultado é uma visão única da guerra, testemunhada pelas crianças e não por soldados, políticos ou historiadores – os narradores mais sinceros e, simultaneamente, mais injustiçados. Uma obra composta por relatos autênticos, em que o conflito e a tragédia se transformam em acontecimento pessoal, em um memorial vivo de guerra.

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Cancelar resposta